A produção associada ao turismo como instrumento de desenvolvimento local: o caso de Barreirinhas, na região dos Lençóis Maranhenses, Estado do Maranhão, Brasil.

Main Article Content

João Paulo Faria Tasso Luís Tadeu Assad Elimar Pinheiro do Nascimento

Resumen

Mesmo apresentando um grande potencial turístico natural em sua área física – região dos Lençóis Maranhenses - o município de Barreirinhas se vê marcado pelo elevado nível de desigualdade social e reduzida renda de suas comunidades, com o turismo atuando como fator de desenvolvimento regional. O objetivo desse artigo concentra-se na análise da experiência do projeto “Produção Associada ao Turismo” o qual teve como finalidade o fortalecimento da cadeia produtiva do turismo, em especial de produtos alimentícios típicos vinculados à culinária turística local. O seu pressuposto é de que a sustentabilidade do turismo encontra-se, entre outros, na articulação de suas atividades específicas com o contexto em que está inserido considerando e, tendo como foco deste estudo, a inclusão social e a preservação ambiental. Nesse sentido, foram realizadas entrevistas, oficinas e visitas técnicas, reuniões participativas, cursos de qualificação profissional, evento de integração e estabelecimento de um espaço de diálogo entre os três grupos de atores envolvidos - comunidades de pescadores artesanais, agricultores familiares (oferta) e representantes de pousadas e restaurantes (demanda) - a fim de se reconhecer e minimizar possíveis enclaves na cadeia de mercado, além da criação de um selo promocional para divulgação da proposta.

Article Details

Como citar
FARIA TASSO, João Paulo; TADEU ASSAD, Luís; PINHEIRO DO NASCIMENTO, Elimar. A produção associada ao turismo como instrumento de desenvolvimento local: o caso de Barreirinhas, na região dos Lençóis Maranhenses, Estado do Maranhão, Brasil.. El Periplo Sustentable, [S.l.], n. 19, p. 9-34, jul. 2010. ISSN 1870-9036. Disponible en: <https://rperiplo.uaemex.mx/article/view/5024>. Fecha de acceso: 02 oct. 2022
Sección
Artículos

Citas

Beni, M. (2003). “Análise estrutural do turismo”. 8ª ed. Atual. São Paulo: Editora Senac, 2003.

Bursztyn, I. (2005). “Políticas públicas de turismo visando a inclusão social”. Rio de Janeiro: UFRJ, 2005. Tese – Universidade Federal do Rio de Janeiro, COPPE (COPPE/UFRJ, M.Sc., Engenharia de Produção, 2005), VII, 110 p. 29.

CNM - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE MUNICÍPIOS (2008). “Dados Gerais de Barreirinhas-MA”. Disponível em: . Acesso em: 16 Set 08.

Coriolano, L. (2009). “Arranjos Produtivos Locais do Turismo Comunitário: Atores e Cenários em Mudança”. Fortaleza: EdUECE, 2009.

Corner, D. (2006). “A Gastronomia como Atrativo no Turismo Cultural: IV Seminário de Pesquisa em Turismo do Mercosul”. Caxias do Sul/RS: Julho, 2006.

Costa, H. (2009). “Mosaico da sustentabilidade em destinos turísticos: cooperação e conflito de micro e pequenas empresas no roteiro integrado Jericoacoara – Delta do Parnaíba – Lençóis Maranhenses”. Brasília: Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília (CDS/UnB), 2009. 296p.

Hunter, C. (2002). “Aspects of the sutainable tourism debate from a natural resources perspective”. In: HARRIS, R.; GRIFFIN, T.; WALL, G. (eds). Sustainable Tourism: a global perspective. Oxford: Butterworth-Heinemann, 2002, p.3-33.

IBAMA - Instituto Brasileiro Dos Recursos Naturais Renováveis (2008). “Listagem de Unidades de Conservação”. Disponível em: . Acesso: 08 jul 08.

Lickorish, L. y Jenkins, C. (2000). “Introdução ao Turismo”. 4ª tiragem. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

Ministério Do Turismo (MTur) (2008). “Programa de Qualificação a Distância para o Desenvolvimento do Turismo: turismo e sustentabilidade: formação de redes e ação municipal para regionalização do turismo”. Florianópolis: SEaD/UFSC, 2008.

Oliveira, A. (2005). “Turismo e desenvolvimento: planejamento e organização”. 5ª ed. São Paulo: Atlas, 2005.OMT - Organização Mundial Do Turismo (2003). “Manual de qualidade, higiene e inocuidade dos alimentos no setor de turismo: guia de consulta para funcionários, planejadores, empresários e operadores de turismo”. São Paulo: Roca, 2003.

Pochmann, M. (2002). “Desenvolvimento, trabalho e solidariedade: novos caminhos para a inclusão social”. São Paulo: Cortez, 2002.

Sachs, I. (2002). “Caminhos para o desenvolvimento sustentável”. Rio de Janeiro: Garamond, 2002.

Sachs, I. (2004). “Desenvolvimento: includente, sustentável, sustentado”. Rio de Janeiro: Garamond, 2004.

Santos, C y Ansarah, M. (2006). “Anais do 11° Seminário de Iniciação Científica da UESC – Ciências Sociais Aplicadas: Gastronomia e Turismo como Vetores do Desenvolvimento Local”. Disponível em: . Acesso em: 18 Set 08.

Sawyer, E., Tasso, J., Assad, L. (2010). “Turismo Sustentável: Projeto de Desenvolvimento do Turismo Sustentável nas regiões dos Lençóis Maranhenses, Delta do Parnaíba, Serra da Capivara e Jericoacoara”. Editora IABS – Instituto Ambiental Brasil Sustentável / Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aecid) / Ministério do Turismo (MTur-Brasil). Brasília-DF, Brasil: 2010.

Seabra, G. (2007). “Turismo de base local: identidade cultural e desenvolvimento regional”. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 2007.

Silva, D. (2008). “Turismo em Unidades de Conservação: contribuições para a prática de uma atividade turística sustentável no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. 2008. 206p”. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável) – Centro de Desenvolvimento Sustentável, Universidade de Brasília, Brasília.

Singer, P. (2002). “Introdução à economia solidária”. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2002.