Língua e tradição: A reconstituição de uma língua própria e seu papel como diacrítico na luta dos Pataxó pela garantia de direitos.

Main Article Content

Sandro Campos Neves

Resumen

O presente artigo tematiza a tentativa de reconstituição de uma língua própria entre os Pataxó de Coroa Vermelha, concebendo-a como parte de um processo de realinhamento político, nos moldes tradicionais dos movimentos étnicos, da comunidade indígena no município de Santa Cruz Cabrália-BA em direção a um projeto de indianidade. Procuro ressaltar a forma como a língua própria exerce papel fundamental tanto nas cogitações Pataxó, quanto na visão que deles constroem os diversos outros com os quais lidam cotidianamente. O uso que se faz desta preponderância dada à língua e o investimento político em sua rearticulação se mostram nexos pulsantes da organização da socialidade Pataxó na região e na constituição de suas fronteiras. Procuro, ao longo do artigo, evidenciar o atual estágio de articulação do ensino e utilização da língua, apontando para seus limites e potencialidades como ferramenta política.  

Article Details

Como citar
CAMPOS NEVES, Sandro. Língua e tradição: A reconstituição de uma língua própria e seu papel como diacrítico na luta dos Pataxó pela garantia de direitos.. El Periplo Sustentable, [S.l.], n. 33, p. 605-635, oct. 2017. ISSN 1870-9036. Disponible en: <http://rperiplo.uaemex.mx/article/view/4868>. Fecha de acceso: 18 oct. 2017
Sección
Artículos